One-Shot

É um termo utilizado para mangás (quadrinhos, comics, banda desenhada etc) que contenham somente um capítulo não fazendo parte de uma série, seja ele curto e postado de uma só vez ou longo e postado em partes.
No Japão, este conceito é expresso pelo termo yomikiri, sendo o termo one-shot oriundo dos comics estadunidenses. Um mangá one-shot conta a sua história toda em 15-60 páginas, escrito geralmente para concursos (Prêmio Tezuka, por exemplo), e às vezes mais tarde evolui para uma série de mangá em longa-metragem (muito parecido com um piloto de series de televisão ). 
Vários mangás populares no Japão - e no ocidente - começaram como um one-shot, dentre eles estão: Dragon Ball, Naruto, Bleach, One Piece, Berserk, e Death Note, Shaman King, Ao no Exorcist entre outros.

Clique na imagem para Download automático!

Lista de One-Shots:


É um mangá japonês criado pelo famoso manga-ka Hiroyuki Takei. É um capítulo longo e narra o conto de Asakura Hao, um personagem de Shaman King, em sua infância 1000 anos atrás. Nesta encarnação original, o nome dele é Asaha Douji. Ele foi nomeado depois que sua mãe, que foi morta por seres humanos para ser um Yokai que podia ver e falar com os demônios.


Akira é um aluno recém chegado na escola e descobre que na cadeira ao lado senta uma garota aprendiz de feiticeira, chamada Chisa. Depois de ajudar Chisa que cai da vassoura, eles se tornam amigos e vagam pela escola em busca de ingredientes para uma poção do amor. Mas o ingrediente final são dois litros do sangue de um homem. Então Chisa, com um bastão de beisebol encara Akira...


Aqui veremos Sasuke contra seu maior inimigo de todos os tempos! Algo mais forte que Naruto, Madara, Kakashi e Itachi!


A dama de Shalott de Lorde Alfred Tennyson. Ali está ela, que tece noite e dia, um mágico tecido de colorido. Ela escutou um sussurro que lhe dizia que uma horrível maldição a aguarda se vira em direção a Camelot. Mas ainda assim ela aproveita enquanto tece as mágicas visões do espelho: Um funeral com velas e tufos com sua música ia a Camelot; “Estou farta de trevas”, dizia a dama de Shalott. “Tirra Lirra”, pela margem do rio cantava Lancelot. Ela largou o pano, deixou o tear, e dirigiu o olhar a Camelot.

Nenhum comentário:

Postar um comentário